Introdução ao desenho

Estratégias desapontamentos e revelações

O desejo de saber desenhar terá múltiplas razões umas conscientes outras nem tanto. Existe no entanto uma matriz, o desenho independentemente do registo da habilidade da complexidade, é um acto de constante comunicação entre o mais intimo do ser e aquilo que o rodeia. É comunicação, o que implica reciprocidade, troca, partilha, criatividade com mais ou menos emoção ou expressão mas sempre rigorosa e exigente. Esta Introdução ao desenho é constituída por um conjunto alargado de propostas/exercícios em que os participantes caminham ao seu ritmo. Sendo que, o ritmo é um dos aspectos fundamentais para descobrir que não corremos atrás de resultado, mas estamos sempre no encalço de uma descoberta. Que o desejo de desenhar tem que respeitar no mínimo um aspecto, o tempo. Sobre o espaço teremos que agir, manipular e sobretudo observar.

Palavras chave:

Observação/estrutura/elementos visuais/percepção/expressão/representação/dinâmica
(palavras referência para as quais deverá procurar-se um antónimo um conceito oposto, em modo de contraponto que traduza a sua validade, sempre com abordagens e propostas
gráficas)

Autores em colaboração com a nossa demanda: Albrecht Dürer, Honoré Daumier, Francisco de Goya, William Turner, Paul Klee, Max Ernst, Almada Negreiros, Eduardo Batarda, José Escada, Helena Almeida, João Vieira, Jorge Martins, João Loureiro, Mattia Denisse, Gonçalo Pena, Rui Sanches, Ruy Leitão, etc.. ( autores que nos servirão de desafio e consolação)

Professores: Rui Horta Pereira e convidados.

Propinas: 25,00 de inscrição, 5,50 de seguro e 65,00 de mensalidade. A primeira mensalidade é paga juntamente com o seguro e a taxa de inscrição. As restantes mensalidades são pagas até ao dia 8 de cada mês. Após o dia 8 acresce 10% do valor da mensalidade.

Horário: sábados das 11h00 às 13h00

Deixe aqui a sua mensagem,

responderemos o mais rapidamente possível.