Residência artística na “Casa-animal” com Musa paradisiaca

Residência artística na “Casa-animal” com Musa paradisiaca

Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços – Ecomuseu Municipal do Seixal

4 de Setembro – 2 de Outubro de 2019

No âmbito da residência artística de Musa paradisiaca na Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços, a decorrer desde Julho de 2018, estão abertas, até 25 de Agosto, as inscrições para uma residência artística na “Casa-animal”, escultura-arquitectura presentemente aí instalada.

Destinada a um máximo de 15 participantes, maiores de 18 anos, a residência artística decorrerá nas instalações da Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços, em Corroios, e contará com um conjunto de sessões de trabalho coordenadas por Eduardo Guerra e Miguel Ferrão (Musa paradisiaca), bem como pela equipa deste núcleo museológico do Ecomuseu Municipal do Seixal.

O plano de trabalho centrar-se-á no desenvolvimento de propostas artísticas que questionem, enquadrem e definam relações com a “Casa-animal” e a Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços, em formato cooperativo e em horário livre para investigação individual ou colectiva.

Horário:

Segunda a Sexta, 9h-18h

Sessões programadas: Quartas, 10h-13h

Sessão pública: Quarta, 2 de Outubro, 16h

Calendário de sessões programadas:

Sessão 1, Quarta-feira, 4 de Setembro, 10h-13h

– Reconhecimento da Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços e da “Casa-animal”.

Sessão 2, Quarta-feira, 11 de Setembro, 10h-13h

— Sessão colectiva de trabalho, gravação áudio e registos visuais.

Sessão 3, Quarta-feira, 18 de Setembro, 10h-13h

— Sessão colectiva de discussão sobre propostas individuais e a sua inter-relação geral.

Sessão 4, Quarta-feira, 25 de Setembro, 10h-13h

— Sessão colectiva de discussão sobre o projecto público, a sua produção e a sua divulgação.

Sessão 5, Quarta-feira, 2 de Outubro, 16h

— Sessão pública de apresentação do trabalho desenvolvido.

Condições de inscrição:

Pagamento de propina (80€/inscrição externo), (20€/inscrição residentes MArt)

Envio de carta de motivação (máx. 500 palavras) para geral@artemart.pt

“Casa-animal” é uma escultura-arquitectura concebida para o espaço, participação e intervenção pública. Co-financiada pela BoCA – Bienal das Artes Contemporâneas e pela EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (Município de Lisboa) é o resultado da colaboração de longa duração entre os artistas visuais Eduardo Guerra e Miguel Ferrão e o arquitecto Miguel Roxo, com o apoio do engenheiro Vasco de Barros.

A antiga Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços, na freguesia de Corroios, concelho do Seixal (Portugal) foi, em 2012, classificada como monumento de interesse público. O conjunto patrimonial assim protegido, também denominado Circuito da Pólvora Negra, foi integrado, em 2001, no Ecomuseu Municipal do Seixal, mediante doação ao Município do Seixal/Câmara Municipal pelos seus proprietários (Sociedade Africana de Pólvora), após cancelamento do alvará industrial. A sua instalação remonta ao final do século XIX e início do século XX, destacando-se, no seu actual contexto patrimonial e museológico, a conservação operacional do seu sistema de produção de energia mecânica a vapor.

MArt é uma estrutura de formação nas artes visuais, fundada em 2013. Sediada na Escola Básica 2,3 Manuel da Maia, em Campo de Ourique (Lisboa), desenvolve programas pedagógicos e projectos transversais de relação com as práticas artísticas contemporâneas e diferentes comunidades.

Musa paradisiaca é um projecto artístico de Eduardo Guerra (Lisboa, 1986) e Miguel Ferrão (Lisboa, 1986), centrado no diálogo. Assente em parcerias temporárias com entidades de variada competência, Musa paradisiaca assume diferentes formas, mantendo um caráter discursivo e participativo. Daí deriva a proposta para a criação de uma família pensante que, a várias vozes, se afirma.